Gestão colegiada em unidade de internação pediátrica na perspectiva de profissionais de saúde

Administração de Serviços de Saúde. Recursos Humanos em Saúde. Administração hospitalar.

  • Maria José Menezes Brito Escola de Enfermagem da UFMG, Belo Horizonte – MG, Brasil.
  • Lívia Cozer Montenegro Escola de Enfermagem da UFMG, Belo Horizonte – MG, Brasil.
  • Tereza Cristina Peixoto Escola de Enfermagem da UFMG, Belo Horizonte – MG, Brasil.
  • Carolina da Silva Caram Escola de Enfermagem da UFMG, Belo Horizonte – MG, Brasil.
  • Lilian Cristina Rezende Escola de Enfermagem da UFMG, Belo Horizonte – MG, Brasil.
Palavras-chave: Administração de Serviços de Saúde. Recursos Humanos em Saúde. Administração hospitalar.

Resumo

Os hospitais compõem o nível terciário da Rede de Atenção à Saúde, os quais englobam conjuntos de procedimentos
que, no contexto do Sistema Único de saúde, envolve alta tecnologia e alto custo e integra os demais níveis de atenção
à saúde. Dessa forma, a constituição de uma rede de serviços implica um novo modelo de gestão cujos pressupostos
estejam voltados para a qualidade da assistência nos diferentes níveis de atenção à saúde. Um dos modelos de gestão
que favorece a descentralização e a participação dos profissionais é o modelo de gestão colegiada. Assim, o objetivo
do estudo foi conhecer a gestão colegiada na perspectiva de profissionais de uma unidade de internação pediátrica
de um hospital universitário. Para tal, foi realizada uma pesquisa qualitativa, analítico-descritiva com 16 profissionais de
diferentes categorias de um Hospital Universitário em Minas Gerais. A coleta de dados deu-se por meio de entrevistas
com roteiro semiestruturado, as quais foram submetidos à Análise de Conteúdo. Percebeu-se que os profissionais
consideram que a gestão colegiada possui entraves, são eles: falha na comunicação entre os profissionais e entre eles
e a diretoria; reuniões pouco frequentes; falta de repasse e compartilhamento das informações e de participação da
diretoria e; dificuldade de realizar o trabalho em equipe. Em contrapartida, o trabalho em equipe é efetivo nos projetos
multiprofissionais. Conclui-se que a gestão colegiada acontece em um meio corporativista e pouco democrático,
demonstrando a necessidade de transformação da cultura organizacional para que ela seja participativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-07-01
Como Citar
Menezes Brito, M. J., Cozer Montenegro, L., Peixoto, T. C., da Silva Caram, C., & Rezende, L. C. (2019). Gestão colegiada em unidade de internação pediátrica na perspectiva de profissionais de saúde: Administração de Serviços de Saúde. Recursos Humanos em Saúde. Administração hospitalar. O Mundo Da Saúde, 40(3), 275-282. Recuperado de https://revistamundodasaude.emnuvens.com.br/mundodasaude/article/view/254