Perfil do consumo de drogas de abuso entre acadêmicos de Farmácia de uma universidade do Piauí.

DOI: 10.15343/0104-7809.202145045055

  • Carla Graziela da Silva Universidade Federal do Piauí- UFPI. Teresina, Piauí, Brasil.
  • Anna Clara dos Santos Silva Universidade Federal do Piauí- UFPI. Teresina, Piauí, Brasil.
  • Danielle Yasmin Moura Lopes de Araújo Fundação Municipal de Saúde- FMS. Teresina, Piauí, Brasil.
  • Náiguel Castelo Branco Silva Secretaria de Estado da Saúde do Piauí- SESAPI. Teresina, Piauí, Brasil.
  • Janyerson Dannys Pereira da Silva Faculdade Maurício de Nassau (UNINASSAU). Teresina, Piauí, Brasil.
  • Evaldo Hipólito de Oliveira Universidade Federal do Piauí- UFPI. Teresina, Piauí, Brasil.
  • Éverton José Ferreira de Araújo Universidade Federal do Piauí- UFPI. Teresina, Piauí, Brasil.
Palavras-chave: Drogas ilícitas. Estudantes. Farmácia. Universidades.

Resumo

Realizou-se estudo descritivo, transversal, quantitativo entre estudantes dos períodos iniciais e finais do curso de Farmácia da Universidade Federal do Piauí (UFPI) durante o ano de 2019, buscando-se analisar o perfil de consumo de drogas de abuso entre os estudantes, tema objeto de escassas publicações no Piauí. Foi aplicado um questionário de respostas fechadas pautado no “ASSIST” adaptado, após aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa da UFPI. O teste exato de Fisher foi utilizado para aplicar hipótese de associação com significância de 5%. A pesquisa contou com 41 participantes, 56,0% do sexo feminino e 29,0% do sexo masculino. 63,0% dos partícipes tinham idade maior ou igual a 20 anos e 22,0% possuíam menos de 20 anos. Verificou-se que 90,2% reportaram já ter feito uso de alguma droga de abuso. 17,1% dos estudantes reportaram ter feito uso de drogas ilícitas. A maioria significativa (p<0,05) dos indivíduos que usaram drogas de abuso correspondeu aos participantes mais velhos envolvidos no estudo. Entre os participantes que usaram drogas, a maioria significativa (p<0,05) indicou uso de drogas lícitas. 4 (9,8%) participantes não fizeram uso de nenhuma droga de abuso e todos pertenciam aos períodos iniciais do curso. Houve predomínio do uso de bebidas alcoólicas, tabaco e maconha. Houve maioria absoluta de estudantes que afirmaram nunca ter tentado controlar ou diminuir o uso de drogas (n=31), independente do período cursado. A pesquisa ratifica a importância da temática e demonstra a necessidade de acompanhamento constante do público universitário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1. Oga S, Camargo MM de A, Batistuzzo JA de O. Fundamentos de toxicologia, 3.ed. São Paulo: Atheneu.2008.
2. United Nations Office on Drugs and Crimes. Relatório Mundial sobre Drogas 2020: consumo global de drogas aumenta, enquanto COVID-19 impacta mercados, aponta relatório. (unodc.org). 2020. [Acesso em 27 de setembro de 2020]. Disponível em: https://www.unodc.org/lpo-brazil/pt/frontpage/2020/06/relatrio-mundial.
3. Bastos FIPM et al. (Org.). III Levantamento Nacional sobre o uso de drogas pela população brasileira. Rio de Janeiro: FIOCRUZ/ICICT, 2017. 528 p. [Acesso em 08 de janeiro de 2021]. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34614.
4. Rondina R, Piovezzani C, de Oliveira D, Martins R. Queixas psicológicas e consumo de drogas em universitários atendidos em núcleo de assistência. SMAD Rev Eletr Saúde Mental Álcool Drog [Internet]. 2018. [Acesso em 27 de setembro de 2020];14(2):99-07. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/155635.
5. Da Silva, D. A., Gomes, C. F. M., Cardoso, J. V., Junior, R. J. P., da Silva, R. G. 2019. Opiniões de universitários acerca da experiência da primeira exposição ao álcool e outras drogas. Enferm Bras [Internet]. 2019. [Acesso em 09 de janeiro de 2021]; 18(4):518-527. Disponível em: http://dx.doi.org/10.33233/eb.v18i4.2690.
6. Barata Rita Barradas. Epidemiologia e políticas públicas. Rev. bras. epidemiol. [Internet]. 2013. [Acesso em 09 de janeiro de 2021]; 16 (1): 3-17. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2013000100003&lng=en.
7. Freitas RM de, Nascimento D da S, Santos PS dos. Investigação do uso de drogas lícitas e ilícitas entre os universitários de instituições do ensino superior (públicas e privadas), no município de Picos, Piauí. SMAD Rev Eletr Saúde Mental Álcool Drog [Internet]. 2012. [Acesso em 10 de junho de 2021];8(2):79-86. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/smad/article/view/77395.
8. Martins MCCe, Souza Filho MD, Santos TL, Sousa LG, Carvalho ILNF, Silva RO, et al. Uso de drogas psicotrópicas entre os estudantes de uma universidade pública. Brasília Med [Internet]. 2012. [Acesso em 09 de março de 2020];49(3):150-157. Disponível em: Revista Brasília Médica (rbm.org.br).
9. Henrique Iara Ferraz Silva, De Micheli Denise, Lacerda Roseli Boerngen de, Lacerda Luiz Avelino de, Formigoni Maria Lucia Oliveira de Souza. Validação da versão brasileira do teste de triagem do envolvimento com álcool, cigarro e outras substâncias (ASSIST). Rev. Assoc. Med. Bras. [Internet].2004. [Acesso em 01 de outubro de 2020]; 50(2): 199-206. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-42302004000200039.
10. Viohl, Leonard et al. ‘Higher education’–substance use among Berlin college students. European journal of neuroscience. [internet]. 2019. [Cited 2021 jan 08] 50(3): 2526-2537. Available from: https://doi.org/10.1111/ejn.14340.
11. Lucke, Jayne et al. Non-medical prescription stimulant use to improve academic performance among Australian university students: prevalence and correlates of use. BMC public health. [internet]. 2018. [Cited 2021 jan 08] 18(1):1270. Available from: doi: 10.1186/s12889-018-6212-0.
12. Musyoka, C. M., Mbwayo, A., Donovan, D., & Mathai, M. Alcohol and substance use among first-year students at the University of Nairobi, Kenya: Prevalence and patterns. PloS one. [internet]. 2020. [Cited 2021 jan 08] 15(8), e0238170. Available from: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0238170.
13. Colomer-Pérez N, Chover-Sierra E, Navarro-Martínez R, Andriusevičienė V, Vlachou E, Cauli O. Alcohol and Drug Use in European University Health Science Students: Relationship with Self-Care Ability. Int J Environ Res Public Health. [internet]. 2019. [Cited 2021 jan 08] 11;16(24):5042. Available from: doi:10.3390/ijerph16245042.
14. OECD (2019), Education at a Glance 2019: OECD Indicators, OECD Publishing, Paris. [internet]. 2019. [Cited 2021 jan 09]. Disponível em: https://doi.org/10.1787/f8d7880d-en.
15. Miot Hélio Amante. Tamanho da amostra em estudos clínicos e experimentais. J. vasc. bras. [Internet]. 2011. [Acesso em 09 de janeiro de 2021];10(4): 275-278. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1677-54492011000400001.
16. Zanetti Ana Carolina Guidorizzi, Cumsille Francisco, Mann Robert. A associação entre o uso de álcool, maconha e cocaína e as características sociodemográficas de universitários de ribeirão preto, brasil. Texto contexto - enferm. [Internet]. 2019 [Acesso em 27 de setembro de 2020]; 28(spe): e110. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072019000600307&lng=en.
17. Organização Pan-americana da Saúde (BR). Folha informativa – Álcool. Opas.org. [Internet]. 2019. [Acesso em 27 de setembro de 2020]. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5649:folhainformativa-alcool&Itemid=1093 .
18. Candido Fernando José, Souza Rodrigo, Stumpf Matheo Augusto, Fernandes Luiz Gustavo, Veiga Rafael, Santin Matheus et al. The use of drugs and medical students: a literature review. Rev. Assoc. Med. Bras. [Internet]. 2018. [Cited 2021 Jan 09]; 64(5): 462-468. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/1806-9282.64.05.462.
19. Mendonça AK, Jesus CV, Lima SO. Fatores associados ao consumo alcóolico de risco entre universitários da área da saúde. Revista Brasileira de Educação Médica. [Internet].2018. [Acesso em 03 de outubro de 2020];42(1):207-215. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022018000100207&lng=en&nrm=iso.
20. Camargo ECP, Gonçalves JS, Felipe AOB, Fava SMCL, Zago MMF, Dázio EMR. Uso e abuso de drogas entre universitários e a sua interface com as políticas públicas. SMAD Rev Eletr Saúde Mental Álcool Drog [Internet]. 2019. [Acesso em 9 de janeiro de 2021];15(4):1-9. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/smad/article/view/163950.
21. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.000364.
22. Ruzzi-Pereira A, Pontual A, Santos J, Corradi-Webster C. Uso de drogas entre universitários de uma universidade federal de Minas Gerais. Revista Valore. [Internet]. 2020. [Acesso em 09 de janeiro de 2021]; 5(0): e-5023. Disponível em: https://revistavalore.emnuvens.com.br/valore/article/view/434.
23. Santos Marcos Vinícius Ferreira dos, Pereira Denis Soprani, Siqueira Marluce Miguel de. Uso de álcool e tabaco entre estudantes de Psicologia da Universidade Federal do Espírito Santo. J. bras. psiquiatr.[Internet]. 2013. [Acesso em 15 de setembro de 2020]; 62(1): 22-30. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852013000100004&lng=en.
24. Henna Elaine Aparecida Dacol, Blaas,Samira Kanaan. Uso de drogas entre estudantes de medicina da PUC-SP-um levantamento epidemiológico. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba. [internet]. 2019. [Acesso em 04 de outubro de 2020]; 21(Supl). Disponível em: https://ken.pucsp.br/index.php/RFCMS/article/view/46248.
25. - Organização Pan-Americana da Saúde (BR). OMS lança novo relatório sobre tendências mundiais do consumo de tabaco. [Internet]. 2019. [Acesso em 04 de outubro de 2020]. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6086:oms-lanca-novo-relatorio-sobre-tendencias-mundiais-do-consumo-de-tabaco&Itemid=839.
26. Instituto Nacional do Câncer (BR). Dados e números da prevalência do tabagismo. [Internet]. 2020. [Acesso em 03 de outubro de 2020]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/observatorio-da-politica-nacional-de-controle-do-tabaco/mortalidade-brasil.
27. De Almeida Neto JT, de Almeida Neto JT, Cavalcante ADC, de Almeida LF, Moura TS, Fermoseli AF de O. Alterações neurofisiológicas e cognitivas decorrentes do uso crônico da maconha: uma revisão de literatura. CGHS UNIT-AL. [internet].2020. [Acesso em 9 de janeiro de 2021];6(1):85. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/fitshumanas/article/view/8204.
28. Debastiani AKDS, Coqueiro JFR. Análise de prescrições médicas de medicamentos regulados pela portaria federal 344/1998, dispensados em uma drogaria no interior da Bahia. Id on Line Rev. Psic. [internet]. 2018. [Acesso em 13 de setembro de 2020];12(39):118-127. Disponível em: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/983/1408.
29. Melo, Juliana Rízia Félix; Maciel, Silvana Carneiro. Representação Social do Usuário de Drogas na Perspectiva de Dependentes Químicos. Psicol. cienc. prof. [internet]. 2016. [Acesso em 21 de setembro de 2020] 36 (1):76-87. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932016000100076&lng=en&nrm=iso.
30. Lima, Rossano Cabral. Distanciamento e isolamento sociais pela Covid-19 no Brasil: impactos na saúde mental. Physis: Revista de Saúde Coletiva [internet]. 2020. [Acesso em 09 de janeiro de 2021], 30(02) e300214. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-73312020300214.
Publicado
2021-02-23
Como Citar
Graziela da Silva, C., dos Santos Silva, A. C., Moura Lopes de Araújo, D. Y., Castelo Branco Silva, N., Pereira da Silva, J. D., Hipólito de Oliveira, E., & Ferreira de Araújo, Éverton J. (2021). Perfil do consumo de drogas de abuso entre acadêmicos de Farmácia de uma universidade do Piauí.: DOI: 10.15343/0104-7809.202145045055. O Mundo Da Saúde, 45(1), 045-055. Recuperado de https://revistamundodasaude.emnuvens.com.br/mundodasaude/article/view/1013